ARSÈNE LUPIN: 813 - MAURICE LEBLANC

"813 é o grande duelo: duelo de Lupin contra Lupin, nos dois papéis que ele desempenha, e que termina com sua prisão. Duelo de Arsène Lupin contra o imperador da Alemanha, que ele obriga a abrir-lhe as portas da prisão. Duelo de Lupin contra os acontecimentos que ele quer dominar, para dominar o mundo. Enfim, duelo de Arsène Lupin com o mais temível inimigo - a mulher por quem ele se apaixona..."


Informações Gerais:
Ano: 1976
Páginas: 356
Editora: Nova Fronteira
Compre: aqui.
Minha nota: 




813 é o sétimo livro que faz parte de uma coleção publicada no Brasil em 1950. Antes disso, essas histórias acerca do protagonista Arsène Lupin eram disseminadas em folhetins e jornais francês por volta de 1800, onde ficou muito popular.

Lupin é um ladrão de casaca, um homem muito charmoso, inteligente e sarcástico que sonha em um dia dominar a Europa. Mas até esse dia chegar, muita gente precisará morrer.

"Você vê, meu caro, como as coisas mais difíceis na aparência são na realidade simples. Basta um pouco de sangue-frio e saber aproveitar as circunstâncias." (pág. 207)

Neste livro, o principal adversário de Arsène Lupin é o misterioso L.M., um assassino ardiloso que vêm dificultando a vida de Lupin, pois é ele quem têm levado a culpa por todos os crimes. Por isso, Lupin é forçado a abandonar sua identidade de Monsieur Lenormand e vive a se esconder da polícia, vivendo uma vida dupla.

Logo no início do livro acontece o assassinato do multimilionário Rudolf Kesselbach em sua suíte de hotel, em Paris. Mas o que deixa o leitor intrigado é a dúvida: quem matou o homem? Devo dizer que desconfiei e muito que tenha sido o próprio Lupin, mas como já disse, era exatamente o que L.M. queria que todos acreditassem. E isso é o mais fantástico nessa leitura, poder participar da cena e tentar investigar o caso.

Lupin tenta se esconder da polícia enquanto procura descobrir a real identidade desse L.M. e o motivo para ter lhe causado tanto problema, mas acaba sendo preso. Acusado de cometer 344 casos de roubo, trapaça, falsificação, chantagem, receptação e outros. Quando ficou sabendo que o imperador alemão recorreu a Herlock Sholmes (sim, uma brincadeira com o verdadeiro Sherlock Holmes), para resolver o mistério do número "813" sem sucesso, Lupin convoca o Kaiser alemão para uma conversa na prisão e o convence a libertá-lo em troca de resolver esse enigma.

Quando tudo se dá por resolvido, Arsène Lupin volta à França para casar sua filha Geneviève com Gerald Baupré, um grande herdeiro do ducado Deux-Ponts-Veldenz. Entretanto, Lupin descobre que seu futuro genro está apaixonado por Dolorès Kesselbach, por quem Lupin também vive apaixonado. A partir disso, você pode imaginar o tamanho da tragédia que levou à morte de Baupré e de Dolorès. Derrotado, Lupin simula sua morte e desaparece viajando para Itália:

"Triunfei de todo: e fui vencido. Chego ao fim que persigo e caio. O destino é mais forte do que eu... E aquela que eu amava não existe mais. Morro também." (pág. 342)

Já no Epílogo, encaramos o drama de Lupin ao tentar se matar. No trecho de tirar o fôlego:

"Subiu rapidamente à cadeira e tomou a corda com uma das mãos. Por um instante, ficou assim, imóvel. Não que exitasse ou que precisasse de coragem, mas era um instante supremo, o minuto que uma pessoa concede a si mesma antes do gesto fatal. Num movimento brusco meteu a cabeça no laço e puxou-o até apertar bem o pescoço e tombando a cadeira com os dois pés, saltou no vazio."
Mas nem nisso Lupin venceu o destino. Na Itália, ele tenta o suicídio mais uma vez se lançando do alto de um penhasco. Milagrosamente, ele sobreviveu à queda e decidido, se engajou na sua nova aventura pela Legião Estrangeira do Mediterrâneo, agora com a identidade de Don Luis Perenna.

E assim inicia-se outro livro dessa série. Apesar de nunca ter lido os casos do Sherlock Holmes, muita gente na internet compara-o ao Arsène Lupin, dizendo que são muito parecidos ou que Maurice Leblanc se inspirou nos livros do Sherlock para escrever seus romances.

Além do livro físico, essa história está disponível em áudio book em inglês, novelas francesas e um filme de 2004 intitulado "Arsène Lupin: o ladrão mais charmoso do mundo". Clique nos links para saber mais.

Recomendo fortemente essa leitura para os apegados a resolver mistérios e casos policiais e aos que procuram textos inteligentes e bem escritos. O mais difícil foi guardar tantos nomes franceses e entender as várias identidades de alguns personagens, por isso também recomendo fazer anotações.




Beijos e boas leituras!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TODOS OS "PIQUES" DO MUNDO: BRINCADEIRAS DE GAROTA?

OS 17 MELHORES SUSPENSES DE TODOS OS TEMPOS

A SERRA DOS DOIS MENINOS - A. FRAGA LIMA