A MENOR FAZEDORA DE MÁGICAS DO MUNDO - PEDRO BANDEIRA

"O que você quer ser quando crescer? Ontem, Camila queria ser astronauta. Hoje, quer ser mágica. Camila não perde tempo. Genoveva, a boneca de pano, será assistente e cobaia. Do baú do avô, pegou emprestada uma velha cartola. Na platéia, todos os outros brinquedos. Tem início o espetáculo. Genoveva vai desaparecer ao som das palavras mágicas de Camila. Aparecerá em seguida, deixando a todos boquiabertos. Genoveva desaparece e...não aparece de volta. Quem pensa que é essa cartola para enganar a própria fazedora de mágicas? Ou será que Genoveva também quer ser mágica como Camila?"


Informações Gerais:
Ano de Lançamento: 1998 - 5ª edição
Número de Páginas: 45
Editora: FTD
Como obter: http://www.livrariacultura.com.br/p/a-menor-fazedora-de-magicas-do-mundo-2864648

Minha nota:


     Então, esse livro vai contar a história da Camila, uma menina que passava as tardes com seu avô depois de voltar do jardim de infância. Enquanto seu avô tirava uma soneca, ela ficava brincando com a sua boneca de pano chamada Genoveva. No domingo, o avô e ela foram ao circo e de todas as apresentações, Camila ficou encantada pelo mágico. Quando crescesse não seria uma astronauta, como ela tinha planejado, mas sim, a maior prestidigitadora do mundo, ou seja, a maior mágica do mundo. Suas brincadeiras mudaram. Se ela queria ser mágica quando crescesse, precisava começar a treinar desde já.
    Pegou algumas cartas de baralho, algumas moedas do seu cofrinho, lenços coloridos e dois ovos da geladeira. Sua mesa era um caixote com uma toalha xadrez em cima. Sua assistente de palco e voluntária era a Genoveva que também ganhou um modelito especial. Estava pegando um chapéu cor-de-rosa de sua mãe para servir de cartola quando lembrou que seu avô tinha um baú no porão. Certamente teria uma cartola lá. Dito e feito: encontrou a cartola. Agora faltava escolher alguma coisa para tirar de dentro da cartola. Um pombo? Um coelho? Um cachorro? Ah, Genoveva caberia certinho e ficaria quietinha lá dentro. Tudo pronto para o espetáculo. A palavra mágica de Camila era Pindamonhangaba (a palavra mais difícil que ela sabia falar). Dito isto, Genoveva de-sa-pa-re-ceu !
    Aflita, pediu ajuda para o avô. Ele contou que aquela cartola era mesmo mágica, porque quando era mais novo ele tinha sido Astolfo, o Grande. O avô tirou da cartola pássaros, coelhos mas nada da boneca. Tentou várias palavras mágicas mas nenhuma trouxe a boneca de volta. Mas ao dizerem Pindamonhangaba, Genoveva reapareceu sã e salva. Muito felizes, os dois resolveram que dali em diante seriam a dupla mais divertida e estranha de mágicos.


Um vídeo publicado por 🙋Dona: @heloartoni (@jardim_dos_livros) em





Beijos para todos vocês !

Comentários

  1. Olá, te indiquei em uma tag!
    http://aculpaedoslivros-42.blogspot.com.br/2015/03/tag-mundo-literario.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela indicação Paulo. Responderei em breve !

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

OS 17 MELHORES SUSPENSES DE TODOS OS TEMPOS

VOCÊ CONHECE: BERNARDO PELLEGRINI? [3/4]

VOCÊ CONHECE: BERNARDO PELLEGRINI? [4/4]